Mostra

MOSTRA “OLHARES SOBRE O PATRIMÔNIO FLUMINENSE”

Inscrições abertas até o dia 18 de setembro de 2019!


A Mostra Cultural integra a programação da 9ª Semana Fluminense do Patrimônio 2019 e tem como proposta, por meio da fotografia e da poesia, despertar o olhar e ampliar o interesse sobre o patrimônio cultural fluminense consagrado e revelar o que, embora sem proteção legal, seja assim reconhecido pela população. Com isso, espera-se estimular atitudes mais responsáveis para com esse patrimônio, tanto por parte dos órgãos públicos quanto por parte da população em geral.

O Estado do Rio de Janeiro reúne importantes manifestações, cenários e objetos reconhecidos como patrimônio cultural. Promover a valorização desses bens e despertar a população para a necessidade de preservá-los são os objetivos da Mostra Cultural “Olhares sobre o Patrimônio Fluminense”. A mostra tem, ainda, a proposta de revelar o patrimônio cultural eleito pela população fluminense e que não é necessariamente protegido por meio do ato de tombamento ou de qualquer outra forma de tutela oficial.

De modo a refletir ainda mais a diversidade da visão sobre o patrimônio cultural fluminense, as obras inscritas são julgadas de duas formas distintas: por uma comissão julgadora formada por um júri especializado – que elege três vencedores para cada categoria/tema em ordem de classificação – e pela população em geral por meio do voto popular – que elege um vencedor para cada categoria/tema

Os temas da nona edição da mostra cultural Olhares sobre o Patrimônio Fluminense, que contempla as modalidades fotografia e poesia, e as categorias infanto-juvenil e adulto, dialogam com o tema geral da Semana Fluminense – “Patrimônio e sociedade: do local ao mundial”. São eles:

I. Região Serrana – patrimônio em foco
As obras (fotografias ou poesias) inscritas neste tema devem ser representativas da Região Serrana (ver Anexo 3 para listagem de municípios) e abrangem:
– as manifestações representativas e tradicionais da cultura da Região que chegaram aos dias de hoje, transmitidas de geração em geração, nas diferentes formas de expressão – religiosas, místicas, étnicas, folclóricas, artísticas, da culinária, construtivas etc. – e influências da diversidade cultural tão presente na Região;
– os bens materiais, sejam eles privados ou públicos, reconhecidamente representativos
da cultura local da Região, como objetos, construções, lugares e instrumentos das mais
diversas naturezas;
– as paisagens naturais que simbolizam a diversidade de cenários que compõe a Região
e que têm significados especiais seja para a coletividade seja para o indivíduo.

II. Patrimônio fluminense – tradição e identidade
As obras (fotografias ou poesias) inscritas neste tema podem ser de qualquer região do
Estado do Rio de Janeiro e abrangem:
– as manifestações representativas e tradicionais da cultura fluminense que chegaram
aos dias de hoje, transmitidas de geração em geração, nas diferentes formas de
expressão – religiosas, místicas, étnicas, folclóricas, artísticas, da culinária, construtivas
etc. – e influências da diversidade cultural tão presente no estado;
– os bens materiais, sejam eles privados ou públicos, oficialmente eleitos ou não, que
sejam representativos da cultura fluminense, como objetos, construções, lugares e
instrumentos das mais diversas naturezas;
– as paisagens naturais que simbolizam a diversidade de cenários que compõe o território
fluminense e que têm significados especiais seja para a coletividade seja para o indivíduo.

III. Do Rio para o mundo
Abrange os bens do estado do Rio de Janeiro:
– registrados pela Unesco como patrimônio da humanidade. São eles: Rio de Janeiro –
paisagens cariocas entre o mar e a montanha; Sítio arqueológico do cais do Valongo (Rio
de Janeiro); Paraty e Ilha Grande por sua cultura e diversidade e a Roda de capoeira (ver
Anexo 2).
– candidatos à patrimônio mundial, constantes da lista indicativa do Iphan para a Unesco.
Dessa lista, os bens presentes no território fluminense são: Conjunto de Fortificações
Brasileiras; Igreja e Mosteiro de São Bento; Palácio da Cultura – Antiga sede do Ministério
de Educação e Saúde; Sítio Roberto Burle Marx; Parque Nacional da Serra da Bocaina
(ver anexo 4).

Confira o regulamento e participe! Assim você colabora para a valorização e preservação do patrimônio cultural fluminense.

MOSTRA OLHARES SOBRE O PATRIMÔNIO FLUMINENSE 2018

CONHEÇA OS VENCEDORES