ABERTURA E ENCONTRO

ABERTURA E ENCONTRO DO PATRIMÔNIO FLUMINENSE


Em sua 11ª edição, a SFP vem trazer para o debate o tema “A Cultura como Resistência”, que propõe discutir como este momento potencializa a resistência da cultura na população brasileira e a cultura da resistência à luz da sua própria trajetória.

O evento ocorrerá no período de 9 a 12 de agosto de 2021, integralmente em formato virtual por causa da pandemia.

Inscreva-se no canal da SFP no YouTube.

Acompanhe nossas mídias sociais e fique por dentro das notícias para garantir a sua participação!
Acompanhe a fanpage da Semana Fluminense do Patrimônio no Facebook e o Instagram @patrimoniofluminense.

 

PROGRAMAÇÃO

ABERTURA DA SEMANA FLUMINENSE DO PATRIMÔNIO

9 DE AGOSTO (SEGUNDA-FEIRA)

17:00 – Apresentação de vídeos 
Vídeo da Semana
Quadro “Resistência do fazer na cultura”
Apresentação Cultural

17:15 – Mesa “CULTURA E RESISTÊNCIA”

Palestrantes:
Nivaldo de Andrade – Coordenador nacional do Fórum de Entidades em Defesa do Patrimônio Cultural Brasileiro
Clarissa Semensato – Membro da Cátedra Unesco de Políticas Culturais e Gestão
Felipe Eugênio – Representante do Fórum Interuniversitário de Cultura do Rio de Janeiro

Mediadora: Manoela Rossinetti Rufinoni – Professora da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da UNIFESP

18:45 – Apresentação de vídeos
Apresentação Cultural
Quadro “Resistência do fazer na cultura”

19:00 – Mostra de Filmes MEMÓRIA EM MOVIMENTO

NELSON SARGENTO
Documentário, 1997, 22 min. Direção: Estevão Ciavatta
Retrato biográfico do sambista Nelson Sargento no Morro da Mangueira no Rio de Janeiro. Uma homenagem a esse patrimônio do samba, falecido aos 96 anos de idade em maio de 2021.

 

ENCONTRO DO PATRIMÔNIO FLUMINENSE

10 DE AGOSTO (TERÇA-FEIRA)

17:00 – Apresentação de vídeos 
Vídeo da Semana
Quadro “Resistência do fazer na cultura”
Quadro “Cultura e resistência na pesquisa”
Apresentação Cultural

17:15 – Mesa “ECONOMIA DA CULTURA: COMO RESISTIR?”

Palestrantes:
Aniela Jordan – Gestora dos Teatros Riachuelo e Prudential, no Rio de Janeiro
Adilson Tupã – Representante da Aldeia Itaxim de Paraty-Mirim
Rodrigo Nunes – Coordenador da Rede Madureira Criativa

Mediador: Leo Feijó – Gestor de políticas públicas no campo da economia criativa

18:45 – Apresentação de vídeos 
Apresentação Cultural
Quadro “Resistência do fazer na cultura”
Quadro “Cultura e resistência na pesquisa”

19:00 – Mostra de Filmes MEMÓRIA EM MOVIMENTO;

O COLECIONADOR
Documentário, 2020, 15 min. Direção: Christian Jafas, Felipe Davson, Tiago Bravo Quintes e Vinícius A. Carvalho.
Documentário em curta-metragem sobre a paixão de Diogo Rembold pelo cinema.

 

11 DE AGOSTO (QUARTA-FEIRA)

17:00 – Apresentação de vídeos
Vídeo da Semana
Quadro “Resistência do fazer na cultura”
Quadro “Cultura e resistência na pesquisa
Apresentação Cultural

17:15 – Mesa “A RESISTÊNCIA DAS RELIGIÕES DE MATRIZ AFRICANA” 

Palestrantes:
Taata Anselmo Santos – Membro da ADENGO – Associação dos Descendentes da Ndanji Goméia
Baba Paulo José de Ogun – Autoridade Civilizatória do Ile Ase Ogun Alakoro
Maria Helena Versiani – Pesquisadora do Museu da República e Roberto Braga Tata Luazemi – Dirigente do terreiro Lumyjacarê Junçara

Mediadora: Clícea Maria Miranda – Doutora em História Social pela USP

18:45 – Apresentação de vídeos 
Apresentação Cultural
Quadro “Resistência do fazer na cultura”
Quadro “Cultura e resistência na pesquisa”

19:00 – Mostra de Filmes MEMÓRIA EM MOVIMENTO

REPÚBLICA DO MANGUE
Documentário, 2020, 8 min. Direção: Julia Chacur, Mateus Sanches Duarte e Priscila Serejo
A Zona do Mangue do Rio de Janeiro era uma conhecida área de prostituição que enfrentou diversas perseguições ao longo do século XX. Entre 1954 e 1974, vigorou na região a chamada República do Mangue, um regime representativo, que sob controle médico e vigilância policial, as mulheres decidiam quem deveria assumir a administração das “casas de tolerância”. A partir de imagens sobreviventes, o curta propõe um outro olhar sobre esta memória de disputa e resistência.

 

12 DE AGOSTO (QUINTA-FEIRA)

17:00 – Apresentação de vídeos 
Vídeo da Semana
Quadro “Resistência do fazer na cultura”
Quadro “Cultura e resistência na pesquisa
Apresentação Cultural

17:15 – Mesa “RESISTÊNCIA E PRESERVAÇÃO: A LUTA PELA MEMÓRIA” 

Palestrantes:
Sandro Santos – Presidente da Associação de Moradores Quilombo Vargem
Elenice Pessoa – Integrante do Conselho de Preservação da Igreja São Daniel Profeta em Manguinhos
Mario Chagas – Presidente do Movimento Internacional para uma Nova Museologia e Sandra Maria Teixeira – Moradora da Vila Autódromo e cofundadora do Museu das Remoções

Mediadora: Carolina Vilas Boas – Mestre em Museologia pela Universidade de São Paulo

18:45 – Divulgação do resultado da Mostra de Fotografia e Poesia OLHARES SOBRE O PATRIMÔNIO FLUMINENSE – 2021

19:10 – Apresentação de vídeos 
Apresentação Cultural
Quadro “Resistência do fazer na cultura”
Quadro “Cultura e resistência na pesquisa”

19:15 – Mostra de Filmes MEMÓRIA EM MOVIMENTO
NOVO RIO
Documentário, 2021, 15 min. Direção: Lorran Dias
Nos anos 2000, Lorran Dias vive uma experiência inédita e inesperada: viaja de avião com seus pais para o município de Tamboril no Ceará (onde sua mãe nasceu), saindo da Favela da Maré. Tania Dias registra em fotografias, a única vez que retornou a sua terra de origem desde a década de 80 e o único contato do seu filho com o lugar. Vinte anos depois, em um ensaio sobre a distância e suas transformações, Lorran reúne as memórias de sua mãe com relatos do deslocamento de outras pessoas nordestinas moradoras da Favela da Maré.

Conheça os Temas das últimas edições da Semana Fluminense do Patrimônio, e as regiões que abrigaram o Encontro do Patrimônio Fluminense:
2011 – A diversidade do Patrimônio Fluminense / Região Metropolitana.
2012 – Patrimônio e Sustentabilidade / Médio Paraíba.
2013 – Patrimônio Cultural: valores em risco / Região Serrana.
2014 – Patrimônio Cultural e grandes intervenções / Costa Verde.
2015 – Território, Memória e Identidade Cultural / Norte Fluminense.
2016 – Paisagem e Cultura em Movimento / Região Metropolitana.
2017 – Arte, Cidade e Patrimônio / Região dos Lagos.
2018 – Excepcionalmente, o Encontro do Patrimônio Fluminense não foi realizado.
2019 – Patrimônio e Sociedade: do Local ao Mundial / Região Serrana.
2020 – Cultura e Cidadania em Tempos de Crise / Evento online